terça-feira, 2 de agosto de 2011

confronto

Força! Repetia pra si mesma diante do espelho. Não sabia muito bem o que sentia, só sabia que não era bom... e na tentativa de definir, se perdia. Do misto de sentimentos que lhe passavam à cabeça, identificava claramente um: o medo. O fato é que tinha medo de sofrer. Sentia-se covarde e cada vez mais triste. Atordoada, tentava racionalizar menos e viver corajosamente o que a vida lhe oferecia. Coragem! Repetia pra si mesma diante do espelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário